É importante usar meias de compressão em viagens longas?

por Analistas
6 minutos Ler
É importante usar meia de compressão em viagens longas?

Com certeza você já ouviu falar no uso da meia de compressão para viajar. É bem provável, mas não deve saber o motivo de elas devem ser usadas. Para quem costuma fazer longas viagens de carro, ônibus ou avião, esse post  é ideal pra você.

Por causa da falta de espaço e desconforto provocados por ficar sentado por muitas horas em uma viagem, as pernas e os pés sofrem muito. Pois, há falta de movimentação do passageiro.

Dessa maneira, ficar muitas horas em uma mesma posição faz com que o corpo acumule líquido. As pernas e os pés podem inchar e impedir a locomoção.

Como resultado, pessoas que têm tendência para edema nos pés e pernas, problemas cardíacos e varizes, o acúmulo de líquidos pode ser ainda maior e levar a riscos de trombose.

Meia de compressão é uma aliada para viajar

Portanto, a meia de suave compressão deve ser usada em viagens a partir de 2 horas de duração

Isso porque, o motivo é o fato da circulação sanguínea ficar prejudicada se ficarmos muito tempo sentados ou em pé. Com isso, a tendência é não acontecer o retorno venoso, ou seja, quando o sangue sobe da perna até o coração, de forma correta. 

Por essa razão, a meia de compressão deve fazer parte do kit de viagem de todos. 

Como resultado, você vai sentir inchaço e dor nas pernas. 

Nesse sentido, uma meia de compressão para viagem é o suficiente para proporcionar uma viagem mais agradável e segura, pois o seu papel será estimular a circulação sanguínea e evitar os inchaços. Lembre-se que seu uso é necessário.

Mas, importante destacar que as pessoas que já tenham edema ou varizes nas pernas ou pés, antes de viajar é crucial consultar um médico. Pois, é ele que vai especificar qual é o nível adequado de compressão para o viajante. 

Que meia de compressão usar para viajar

A saber,  a  meia de compressão é produzida a partir de um sistema de compressão graduada. Ou seja, é maior na região do tornozelo e diminui gradativamente na direção da panturrilha, auxiliando na circulação do sangue nos membros inferiores

De fato, algumas meias elásticas podem ser vendidas sem prescrição médica e possuem um valor muito acessível, como por exemplo as de suave compressão

A Sigvaris é uma das marcas disponíveis no mercado brasileiro e internacional.  Essas meias são fabricadas no Brasil, com tecnologia Suíça. Além disso, elas possuem um apelo estético, são bonitas e confortáveis de usar.

As meias indicadas para prevenção são as de suave compressão (15 a 20 mmHg). Elas oferecem conforto para  pessoas que ficam muito tempo sentadas, em viagens de longa duração. 

Algumas sugestões pra você acertar na compra:

Meias femininas

  • Venosan 15-23 mmHg Legline
  • Sigvaris 15-20 mmHg Audace
  • Sigvaris Traverno panturrilha unissex

Meias masculinas

  • Sigvaris 15-20 mmHg Actitud
  • Venosa 18-22 mmHg Supportline Soft

Quais são os riscos se você não usar a meia de compressão para viajar

Por consequência, se você não fizer o uso da meia de compressão, não sentirá apenas o desconforto de não conseguir vestir o calçado quando desembarcar. 

Além disso, o risco real é de sofrer uma trombose venosa profunda. É uma condição pouco falada, mas põe em risco muitos passageiros regulares de avião. 

Sobretudo, é causada justamente porque o sangue tende a ficar preso nas pernas e nas extremidades dos membros inferiores devido a ação da gravidade e da falta de movimentação do corpo. Consequência: ele forma coágulos. 

Assim, quanto mais tempo sentado, maiores as probabilidades de um passageiro desenvolver coágulos nas veias profundas da perna – aquelas que não são visíveis a olho nu. 

Os riscos são ainda maiores se o turista:

  •  tem mais de 40 anos, 
  • é mulher, 
  • é mulher e toma anticoncepcional, 
  • é obeso,
  •  tem varizes ou é fumante.

Importante destacar que, a trombose venosa não tem nada a ver com a pressurização da cabine nem com a altitude, e sim  com a pouca mobilidade durante a viagem. Só para registrar, um estudo de 2011 aponta que os riscos de trombose venosa oscilam  entre 3% e 12% em viagens longas pelo ar.

Em suma, o uso da meia de compressão é sim um aliado a medidas preventivas como levantar-se regularmente da cadeira e movimentar pernas e pés. Esse conjunto de ações preventivas são eficazes contra a formação de coágulos e de uma embolia.

Portanto, garanta uma viagem confortável e segura para sua saúde adquirindo as meias de compressão. As meias indicadas neste post você encontra em lojas especializadas em meias de compressão. Compre produtos em um ambiente seguro e com quem entende do assunto.

As pessoas também perguntam

Pode usar meia de compressão para viajar?

Você pode viajar usando meia de compressão. Quando ficamos sentados por períodos prolongados de tempo, a circulação entre o coração e as pernas diminui, especialmente em viagens de longa duração.

Quais os benefícios de quem usa a meia de compressão nas corridas?

As meias de compressão esportivas têm se tornado populares entre os atletas amadores, não só por seu estilo, mas também porque melhoram a circulação sanguínea nas pernas e ajudam a remover o ácido lático que pode causar dores após o exercício.

O que fazer para evitar a trombose enquanto viaja?

As medidas recomendadas para prevenir a trombose venosa profunda em viagens de avião incluem levantar-se e andar pelo corredor do avião a cada duas horas, usar roupas largas e confortáveis e tentar sentar na primeira fileira ou na saída de emergência, onde há mais espaço para mover as pernas. E além disso, usar meia de compressão antitrombo pode ser uma boa opção.

Quanto tempo pode ficar com a meia de compressão?

A meia de compressão é geralmente usada pela manhã quando o paciente acorda e removida antes de dormir, geralmente usada por 8 a 12 horas por dia.

Deixe um comentário